Custom Search

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Macaé noticias

 

 

Polícia Militar desarticula tráfego de drogas dentro da Nova Holanda

Suspeito cumpria pena pelo mesmo delito e estava em regime semiaberto. Com ele foram encontradas uma pistola, munições e 86 buchas de maconha

 

Um homem foi preso durante uma incursão das equipes do GAT (Grupamento de Ações Táticas), no início da tarde de ontem (1º), na Nova Holanda. A ação da polícia ocorreu por volta das 13 horas, na Rua dos Coqueiros. 

De acordo com a Polícia Militar, cerca de 10 homens estavam traficando em um campo de futebol, na Nova Esperança, comunidade situada dentro na Nova Holanda. Ao avistarem as viaturas, eles atiraram contra os militares. Houve confronto e a polícia reagiu ao ataque. Não houve feridos. Um dos suspeitos de atirar contra os PM’s tropeçou durante a fuga e foi preso em flagrante. 

Marcelo Cunha Lima, de 22 anos, o "Play", estava de posse de 86 buchas de maconha, uma pistola calibre 380 com numeração raspada e nove munições. Aos policiais, ele confessou que participa do movimento do tráfico na comunidade e que cada bucha da droga seria vendida pelo valor de R$ 5.

De acordo com o comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar, capitão Tales Borges, as incursões no local irão continuar até a captura dos outros acusados. "Estamos realizando diligências visando não só a buscas desses traficantes, como o extermínio do tráfico na comunidade", esclareceu o capitão.
A prisão de mais um envolvido com o tráfico faz parte de uma estratégia ostensiva desenvolvida pelo comando do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

"Enquanto houver o consumo de drogas e procura por entorpecentes, o crime organizado vai agir. Não queremos isso para a nossa cidade. Essas ações visam garantir a segurança de Macaé. O nosso objetivo é preservar a vida das pessoas", disse o comandante do 32º BPM, tenente-coronel Ramiro de Oliveira Campos. 

O suspeito recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido até a 123ª Delegacia Policial de Macaé (DP), onde o caso foi registrado. Marcelo foi autuado por tráfico de entorpecentes (artigo 33) e será transferido para o presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes. Segundo a polícia, alguns moradores informaram que o suspeito havia saído da prisão por tráfico, há quatro dias. Informações do sistema na delegacia apontaram que Marcelo estava liberado do cumprimento da pena no regime semiaberto desde o dia 28.

Autor: Bertha Muniz/ berthamuniz@odebateon.com.br

Fonte: Divulgação

 

Subprocuradora Geral de Quissamã presa em Campos dos Goytacazes

Priscila Padilha Gomes Bastos é acusada de encomendar a morte do ex-marido

 

Na tentativa de se desvincular da imagem da subprocuradora, prefeito Octávio Carneiro promoveu rápida exoneração Na tentativa de se desvincular da imagem da subprocuradora, prefeito Octávio Carneiro promoveu rápida exoneração

Com base no mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Campos dos Goytacazes, a polícia civil prendeu Priscila Padilha Gomes Bastos, de 35 anos, atual Subprocuradora Geral de Quissamã. Presa na última segunda-feira, 30 de setembro, foi encaminhada no mesmo dia para o presídio Bangu 8, onde ficam detidas pessoas com nível superior de escolaridade.

Priscila Padilha é procuradora concursada da prefeitura de Quissamã e foi nomeada para o segundo escalão da Procuradoria por indicação do coordenador de Infraestrutura, Rogério Paes. A prisão de um integrante da cúpula do governo traz constrangimento ao prefeito Octávio Carneiro, envolvido com denúncias de corrupção e má gestão. "Está dando tudo errado. Não conseguimos sair da lona e ainda temos que administrar mais esse desgaste", admitiu um assessor graduado que preferiu não se identificar.

A detenta é acusada de ter encomendado a morte do ex-marido, o comerciante Alessandro Velasco Barreto, que teria sido executado por um ex-policial. O ex-marido de Priscila Padilha tinha 37 anos na ocasião do crime, que aconteceu em março de 2009, no Parque Califórnia, em Campos dos Goytacazes. Consta no processo que Lelé, como era popularmente conhecido, estava carregando uma camionete em frente ao seu comércio quando foi abordado por dois homens de motocicleta que anunciaram um assalto.

O delegado titular da 134ª Delegacia Legal, Geraldo Rangel, declarou à imprensa que o distrito policial somente lavrou o auto de prisão e que o processo segue em segredo de Justiça. Geraldo Rangel pontuou que a prisão será cumprida no Rio de Janeiro porque Priscila Padilha tem direito à cela especial. "Ela é advogada e na região não tem prisão especial, a qual ela tem direito. Esse foi o motivo da transferência", afirmou o delegado. 

Constrangimento
A prisão da Subprocuradora Geral do Município, a advogada Priscila Padilha Gomes Bastos, repercutiu na imprensa da região. Jornais e sites noticiaram a ocorrência, que também foi divulgada pelo portal globo.com, de repercussão nacional. A população de Quissamã demonstra preocupação com mais este escândalo que afeta a credibilidade do governo. "Ninguém consegue entender por que o prefeito Octávio Carneiro nomeou uma acusada de mandante de assassinato para um cargo de relevância no órgão responsável pela legalidade dos atos da prefeitura", questionou Gilberto da Luz, morador do Centro da cidade.
Mas é o próprio Gilberto quem lembra que outras pessoas que têm problemas com a Justiça integram o primeiro escalão do governo Octávio Carneiro. O caso mais polêmico envolve a secretária de Governo Ana Alice de Barcelos Silva, condenada à prisão pelo crime de improbidade administrativa. O secretário de Obras, Juninho Selem, e o secretário de Fazenda, Nilton Furinga, também respondem a processos por improbidade administrativa. E o próprio prefeito Octávio Carneiro é réu em pelo menos 6 processos movidos pelo Ministério Público.

Autor: Assessoria

 

Polícia Civil encerra caso Paloma, após ligação dela para o marido

Uma semana após sumir, Paloma entrou em contato com a família e postou frases enigmáticas em seu perfil de uma rede social

Em 28/09/2013 às 10h15

 

O desaparecimento de Paloma é dado como mistério e sua foto atingiu milhares de compartilhamentos do Facebook O desaparecimento de Paloma é dado como mistério e sua foto atingiu milhares de compartilhamentos do Facebook

A Polícia Civil de Macaé pôs fim às investigações sobre o desaparecimento de Paloma Kali, de 28 anos, que havia sumido desde o último sábado (23), após ter ido a uma padaria com o marido, na Imbetiba. Segundo o delegado titular da 123ª Delegacia Policial de Macaé (DP), Dr. Filipi Poeys, as apurações feitas até o momento dão o caso por encerrado. De acordo com Dr. Filipi, na noite de quinta-feira (26), por telefone Paloma entrou em contato com o marido, o geofísico da Petrobras, Raoni Alves, que, imediatamente, entrou em contato com a delegacia. 

Ela teria dito que saiu de casa por causa de uma briga conjugal e não pretendia voltar. Para o delegado, o ato de Paloma foi impensado, causando transtorno para os amigos, família e todos que se empenharam para localizá-la. "A vítima apareceu e declarou que saiu por livre e espontânea vontade. Com base nesta afirmativa, não há por que continuar com as investigações e diligências. Dou o caso como encerrado", finalizou o delegado.

As fotos que registravam o sumiço de Paloma atingiram centenas de compartilhamentos do Facebook. Em seu perfil na página de relacionamentos, ela postou mensagens enigmáticas que faziam alusão ao motivo de seu desaparecimento, durante todo o dia de ontem (26). ""Bem... em relação à minha familia... fui posta pra fora, escutei do meu companheiro de estrada que devia sair de lá com uma mão na frente e outra atrás, que abandonasse o lar e que ele queria ficar com nosso filho pra ele. A verdade dói, mas eu aceito e o perdôo por sua ignorância... saí com um vestidinho e as alças rasgadas por ele, queria me prender em casa e passarinho a gente ama não prende em gaiola. Hoje reconheço que minha família é o mundo, que somos todos irmãos, inclusive meu filho que veio cmo um espirito para ser guiado, me escolhendo como mãe... na verdade a gente escolhe os que estão ao nosso redor. Minha família mais proxima de convivencia muitissimas vezes me feixou a porta com orgulhos, ciúmes e invejas... enquanto o mundo me abria as portas com mais isso." Apesar de ter desaparecido sem documentos, nem bolsa,

Paloma tem arcado com as custas de lan-houses para postar seus comentários.

Em outra postagem, ela dá pistas de seu paradeiro. "Calma aê galera.... são tantas perguntas que só poderei responder com o tempo, afinal de contas estou sem lenço e sem documento na costa do descobrimento... nessa terra maravilhooosaaa, e por isso ainda tô sem recursos para ficar tanto na lan house ". A Costa do descobrimento do Brasil é a Bahia, mais precisamente em Porto Seguro. A família de Paloma que mora em Salvador, afirmou que apesar dos rumores de que ela estaria no estado, nenhum contato foi feito.
Legenda:
Créditos: Divulgação

Autor: Bertha Muniz/ berthamuniz@odebateon.com.br

 

 

Preso suspeito de chefiar tráfico

Na tarde de ontem, policiais do GAT (Grupamento de Ações Táticas), apreenderam drogas no bairro

Em 24/09/2013 às 12h26

 

Foram apreendidas 122 buchas de maconha e 27 trouxas de cocaína. O acusado está preso na 123ª Delegacia de Polícia Civil Foram apreendidas 122 buchas de maconha e 27 trouxas de cocaína. O acusado está preso na 123ª Delegacia de Polícia Civil

Mais uma apreensão marcou o começo da semana. Nesta segunda-feira(23), os policiais do GAT(Grupamento de Ações Táticas), prenderam um homem com maconha e cocaína no bairro Fronteira.

De acordo com a equipe de policiais militares, a viatura estava em patrulhamento, quando avistaram Marcelo Lourenço dos Reis Silva, mais conhecido como "Marcelo Coroa". Os policiais saíram em perseguição até uma mata, localizada no mesmo bairro.

"Estávamos fazendo um patrulhamento de rotina e, quando ele viu a viatura, correu em direção à mata, mas mesmo assim, conseguimos alcançá-lo. Apreendemos 122 buchas de maconha e 27 trouxas de cocaína", disse um dos policiais que efetuou a prisão.

Marcelo Lourenço foi levado para a 123ª Delegacia de Polícia Civil do município e foi preso no artigo 33 e 35 (tráfico de drogas), na lei de nº 11343, da Constituição.

De acordo com o delegado assistente da Polícia Civil de Macaé, Victor de Azevedo, a prisão de Marcelo Lourenço foi importante para o combate ao tráfico de drogas na cidade.

"Essa prisão foi um alívio para a sociedade e uma perda para o tráfico de drogas que domina toda região do bairro Fronteira

Autor: Tamara Lima/ tamara@odebateon.com.br

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Giro das Noticias

 

 

Direção de escola elogia atuação dos Bombeiros

Equipe atendeu de forma imediata solicitação da Escola Municipal Eda Moreira Daflon, na Imbetiba

Em 19/09/2013 às 12h58

 

Devido ao incidente, o trânsito na rua onde está situada a escola foi interditado pela Mobilidade Urbana Devido ao incidente, o trânsito na rua onde está situada a escola foi interditado pela Mobilidade Urbana

Na manhã de ontem (18), a equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para prestar atendimento à Escola Municipal Eda Moreira Daflon, por causa de um princípio de incêndio na cozinha, provocado por um botijão de gás. Devido ao incidente, alunos e profissionais da unidade precisaram deixar o prédio. As aulas serão retomadas hoje normalmente.

A instituição de ensino fica localizada na Rua da Igualdade, no bairro Imbetiba. Durante a ação, os funcionários da escola elogiaram a pontualidade e eficiência da equipe do 9º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) de Macaé.

O incidente foi registrado na manhã de ontem, por volta das 9h. De acordo com informações de profissionais da instituição, o problema foi registrado na cozinha da unidade. Em nota, a prefeitura informou que ocorreu um vazamento, após uma troca de gás, ocasionando assim o princípio de incêndio que foi sanado rapidamente pelo Corpo de Bombeiros.

A diretora Roseli Rodrigues Victor Dal-Belo explicou, em entrevista à equipe do Jornal O Debate, como funciona a escola. A responsável pela instituição de ensino defendeu a disponibilização de um novo colégio.

"Estudam na escola aproximadamente 710 crianças, nos períodos da manhã e tarde. A nossa maior preocupação é com o bem-estar deles", disse a diretora.
Viviane de Araújo Pontes, que atua na instituição de ensino, ressaltou que as diretoras do colégio ficaram presentes o tempo inteiro durante o incidente, com o objetivo de dar toda a assistência necessária aos alunos.
Bastante preocupada, a auxiliar de serviços gerais, Mariana Ferreira da Silva, comentou como foi feito o atendimento aos alunos.

"Fui um susto grande. Tenho três filhos que estudam aqui, com idades de 7, 11 e 12 anos. Fiquei muito nervosa, porque eles estavam em andares diferentes. A escola possui três andares. Os funcionários agiram em parceria e todos contribuíram para retirar as crianças", disse, emocionada.

A professora Adsie Paula pontuou que a equipe do colégio se uniu para não deixar que nada acontecesse às crianças.
A prefeitura informou, em nota, que as aulas foram suspensas para facilitar os trabalhos de vistoria na área da cozinha e devem retornar normalmente nesta quinta-feira (19).

Autor: Tamara Lima/ tamara@odebateon.com.br

Fonte: Kaná Manhães

 

 

Bancários estão em greve

Agências de Macaé ficarão fechadas. Categoria é contra proposta da Fenaban e pede que reivindicações sejam atendidas

 

Os bancários de todo o país entraram em greve nesta quinta-feira (19) por tempo indeterminado. Ontem (18), a categoria se reuniu em assembleia para deflagrar a greve. Nas assembleias desta quarta-feira, os bancários organizaram o movimento nos bancos públicos e privados, buscando a adesão da categoria para pressionar os bancos, a fim de que voltem à mesa de negociação e tragam uma proposta decente, que atenda às reivindicações apresentadas pelo Comando Nacional. Assim, o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Macaé e Região (SEEB-Macaé) informou, por meio de nota oficial, que os trabalhadores pertencentes à categoria bancária estão paralisados desde a 0h desta quinta-feira. Com isso, todas as agências bancárias do município estarão fechadas.
Segundo o sindicato, a medida foi tomada pela categoria, após rejeitar a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de um reajuste de 6,1%. Isso porque o valor oferecido apenas recompõe a inflação do período medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Além de negar o aumento real nos salários, pisos, participação nos lucros e todas as verbas salariais, a proposta da Fenaban ignora todas as reivindicações dos bancários sobre emprego, saúde, condições de trabalho, segurança e igualdade de oportunidades.
O sindicato ainda ressaltou que "a greve não é somente voltada para os interesses da categoria, mas também para os interesses dos clientes e usuários das instituições, pois esses também são prejudicados com a falta de bancários no atendimento (o que excede o tempo de fila previsto em Lei), juros e tarifas altíssimas", causas estas, também defendidas pelos bancários para melhoria.
"O lucro das instituições financeiras é estrondoso. Este lucro é devido ao trabalho, desempenho e dedicação de cada bancário e bancária. Muitos profissionais estão adoecendo devido às péssimas condições de trabalho, falta de segurança e discriminação. Tudo isso afeta a saúde mental e física", disse Wagner Figueiredo, presidente do Sindicato dos Bancários de Macaé.
Além disso, Wagner destacou que "esta é uma luta não só para a categoria, mas também para os clientes das instituições, que são prejudicados com a falta de funcionários para atendimento, além de juros e tarifas altíssimas. Vem pra luta bancário, vem pra luta cliente", concluiu.
De acordo com o SEEB-Macaé, a greve não tem data para terminar, enquanto as reivindicações não forem atendidas. Com as agências bancárias fechadas, o consumidor deve buscar outros meios para realizar seus pagamentos, como a internet e casas lotéricas.
Principais reivindicações dos bancários:
- Reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real além da inflação);
- Piso: R$ 2.860,21;
- Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral;
- Fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações;
- Plano de Cargos, Carreiras e Salários para todos os bancários;
- Prevenção contra assaltos e sequestros, com o fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários;
- Igualdade de oportunidades para bancários, com a contratação de pelo menos 20% de negros;

 

Pedestre morre após acidente com caminhão que transportava areia em Macaé

Pedestre morre após acidente com caminhão que transportava areia em Macaé

170913, 170913.. 170913

Na manhã desta terça-feira (17), um homem morreu em um acidente na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), próximo a entrada do bairro São Marcos, em Macaé.  Gilberto Monteiro Ferreira, de 37 anos, andava pelas margens da rodovia quando foi atingido por um caminhão carregado de areia, que seguia de Quissamã para Rio das Ostras, que tombou. O pedestre morreu na hora.

O motorista do caminhão, não identificado, disse que ultrapassava o ônibus quando acertou um toco de árvore, recém-cortado pela prefeitura de Macaé, na obra de ampliação da rodovia. O caminhão ultrapassou o ônibus pelo acostamento. Quando tombou, o caminhão ainda atingiu um ônibus com nove pessoas.

Nenhum dos passageiros ficou ferido. Por causa deste acidente, o trânsito, que diariamente é complicado no trecho da rodovia, ficou ainda mais congestionado. O reflexo foi sentido pelos motoristas no trecho de um quilômetro do local do acidente. Neste momento, o trânsito flui no sentido pare-e-siga. O corpo de Gilberto Monteiro Ferreira foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. A vítima estava na cidade a pouco tempo, procurando emprego.

Related Posts

Carreta com 29 toneladas de gás tomba na RJ-106 em Carapebus

Homem tem mal súbito e morre dentro de ônibus em Macaé

Batida frontal deixa uma mulher morta na RJ-168 em Macaé

One Comment

 

HOMEM É ASSASSINADO NO LAGOMAR EM MACAÉ

 


Wallace Souza Nunes, de 22 anos foi executado a tiros na madrugada de ontem, na Rua W-5, no Lagomar. O rapaz – que estaria na companhia de dois amigos – tentou fugir, mas acabou sendo atingido por pelos menos cinco tiros, um deles na cabeça. Os companheiros saíram ilesos, porém apavorados. Ninguém foi preso até o fechamento desta edição.

A vítima segundo o inspetores da 123ª Delegacia de Polícia de Macaé, tinha duas passagens criminais, em uma delas tendo inclusive um mandado de prisão em aberto contra ele por tentativa de homicídio, crime ocorrido em 2012.

O corpo da vítima foi reconhecido ainda no local por familiares e amigos que após o crime acionaram a Polícia Militar. No momento da execução, ninguém soube informar quem teria cometido o assassinato. Para os inspetores, a morte de Wallace pode ter sido motivada por vingança ou acerto de contas.

“Vamos tentar identificar as pessoas que estariam com a vítima na hora em que foi morta. Através de esclarecimentos dos familiares e de outras pessoas existe a possibilidade de sabermos se ele vinha sendo ameaçado ou tinha envolvimento e dívidas com os traficantes. Nada podemos adiantar, vamos aguardar os depoimentos. As investigações serão mantidas em sigilo para não atrapalhar a elucidação do crime”, disse o delegado titular da 123ª DP (Macaé Filipi Poeys Lima).

Após o crime, policiais militares da Unidade de Pacificação do Lagomar realizaram buscas, com intuito de localizar e prender os atiradores, mas ninguém foi encontrado sob suspeita.

O corpo da vitima foi removido para o Instituto Médico legal (IML) Macaé, após perícia criminal no local. A tarde foi liberado para sepultamento.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Criticas do povo

 

Acorda Macaé!

Macaé tem passado por uns dos piores “governos”, pois quem faz o controle quem tem a cidade em mãos, já se passaram 9 messes de prefeito,e Macaé tem tido a só piorar,pois em relação a saúde,prefeito anterior era ruim as condições,mais o atual,consegui piorar em 9 meses o que o outro piorou em 4 e 8 anos de mandato,atualmente medicamentos estão cada vez piores,escolas mais criticas,parque cidade,restaurantes populares ainda não se vê resultado das verbas investida,prefeito atual uma pessoal de difícil acesso,até pra funcionários,muito dinheiro e nenhum investimento,este nem praça anda fazendo,o povo tem pagado um grande preço nas escolhas de seus “governantes”,pois evangélicos tinha direitos de ter todo ano uma festividade no parque cidade,de graça para o povo evangélico,já muitas outras religiões sempre tem apoio da prefeitura para ta realizando eventos em homenagens a varias coisas,mais o atual prefeito,tem se fechado para o povo,e muitos anda pensando em promover outra parada na cidade,pra vê se o prefeito se desperta do teu sonho em nadar em um mar de dinheiro,e deixe o povo saborear do que lhes convêm por direito,saúde educação,e uma cidade limpa,e segura,já que a prefeitura tem tirado contrato e faltado com os pagamentos de pessoas da proege que fornece uma segurança extra para cidade,as vans escolares tem ficado sem pagamentos,contratantes para apoiar professores em comunidades carentes nem existe mais,em 9 meses de mandato Macaé tem ficado nas mãos de um prefeito que tem esquecido daqueles que o elegeram,tem levantado o braço e não deixa de jeito algum o povo tocar,antes era bom dia,boa tarde e boa noite,agora é o numero chamado encontra se fora da área de cobertura ou desligado,acorda Macaé....

Fonte:Professor e morador da comunidade Lagomar......

Notimacaé noticias

 

Falso agente da Polícia Federal é preso

Na casa do acusado a polícia encontrou armas, material para endolação de drogas e documentos falsos da instituição

Em 03/09/2013 às 11h15

 

Foramencontrados com o acusado drogas, dois revólveres calibre 38, cinco munições e duas espadas ninja. Foramencontrados com o acusado drogas, dois revólveres calibre 38, cinco munições e duas espadas ninja.

A Polícia Federal de Macaé cumpriu na manhã de ontem (2), um mandado de prisão, busca e apreensão de um homem acusado de falsificar documentos e se identificar como agente da Polícia Federal, em Arraial do Cabo.
O mandado foi solicitado pelo delegado titular da delegacia da PF de Macaé, Luiz Gustavo de Souza Carvalho e expedido pelo juiz titular da Primeira Vara Federal de São Pedro D´Aldeia.
Bruno Barros Teixeira foi preso em flagrante em sua residência com um farto material para endolação de maconha e cocaína, dois revólveres calibre 38, cinco munições e duas espadas ninja.
De acordo com a polícia, Bruno, que estava sendo investigada desde maio deste ano, mantinha um perfil no Facebook em que se passava por agente da Polícia Federal. Na página de relacionamentos Linkedin, ele se identificava como jornalista formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e afirmava trabalhar na PF há 15 anos.
Como ele também foram apreendidos uma carteira com o distintivo da Polícia Federal, um celular com o mesmo distintivo e uma identidade de fiscalizador de posturas. Na carteira falsificada, Bruno era Bruce Barros Teixeira.
Em seu depoimento o acusado confessou que cometeu o crime motivado pela paixão pela Polícia Federal. Em relação ao material para endolar entorpecentes, Bruno alegou que seria usuário. Segundo o delegado Luiz Gustavo de Souza, que presidiu as investigações, a prisão de Bruno defende a instituição. "Ele se identificava como Policial Federal de dia e a noite vendia drogas. Isso denigre a imagem da instituição para as pessoas leigas que não sabiam que ele agia fora da lei", afirmou.
Na tarde de ontem, os advogados do acusado estiveram na delegacia da Polícia Federal em Macaé. Bruno, que foi indiciado pelos crimes de falsidade documental, por porte ilegal de arma de fogo (artigo 12 do Estatuto do Desarmamento), e autuado no artigo 34 da Lei de Tóxicos (fabricar, adquirir, utilizar, transportar, oferecer, vender, distribuir, entregar a qualquer título, possuir, guardar ou fornecer, ainda que gratuitamente, maquinário, aparelho, instrumento ou qualquer objeto destinado à fabricação, preparação, produção ou transformação de drogas, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar).
Ele ficou preso na carceragem da Polícia Federal em Macaé e será transferido para o presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes. Se for condenado, pode pegar até 15 anos de reclusão.

Autor: Bertha Muni/ berthamuniz@odebateon.com.br

Fonte: Kaná Manhães

 

Prefeitura de Macaé, no RJ, abre processo seletivo com 14 vagas

A Prefeitura de Macaé, abriu inscrições para preencher 14 vagas para carregador de veículos terrestres e motoristas de transporte escolar. Os interessados devem se inscrever até a próxima quinta-feira (5). As inscrições devem ser realizadas das 9h às 16h na sede da secretaria de Administração, situada na Avenida Rui Barbosa, nº 275, 1º andar, sala 106, Galeria Macaé Center, no Centro. O contrato tem prazo máximo de 90 dias, podendo ser prorrogado.

Para se inscrever, o candidato deve atender os requisitos impostos do edital de seleção: ser brasileiro nato ou naturalizado, ou cidadão português, possuir a escolaridade de Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) para a vaga de carregador de veículos de transporte terrestre, e Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) e carteira de motorista profissional categoria D para motorista de transporte escolar. Além disso, o interessado deve ter na data de encerramento das inscrições a idade mínima de 18 anos e máxima de 70 anos incompletos e também estar em dia com as obrigações militares e eleitorais.

Para confirmar a inscrição é preciso apresentar currículo atualizado; cópia da carteira de identidade; cópia do título de eleitor e comprovante da última eleição; cópia do CPF; cópia do certificado de reservista das Forças Armadas (gênero masculino); cópia da certidão de nascimento ou casamento, cópia do comprovante de escolaridade; cópia do comprovante de residência atualizado com emissão máxima dos últimos seis meses e declaração de acúmulo/não acúmulo de cargo púbico.

Para o comprovante de residência são válidos contas de luz, água ou telefone. Em caso de aluguel deve ser apresentado um destes comprovantes juntamente com a declaração do proprietário (com reconhecimento de firma em cartório).

O candidato também deverá comprovar experiência através da carteira de trabalho e/ou declaração emitida pelo local onde desempenhou suas atividades laborais. Já em caso de contratação também será exigida cópia do imposto de renda (analítico), cópia da carteira do PIS-PASEP, cópia da certidão de nascimento dos filhos menores de 21 anos e cartão de vacinação, se for menor. Também deve ser informado o banco, agência e conta corrente dos bancos Itaú ou Brasil.

O resultado provisório será divulgado no dia 10 de setembro e o resultado final será publicado no dia 17 de setembro, ambos no site da prefeitura de Macaé.

G1

 

Notícias

PM aperta cerco contra bandidos que praticaram assaltos na Serra

Visando reagir aos frequentes assaltos na região serrana, comando do 32º montou um rodízio de operações que tiveram início ontem (30)

Em 31/08/2013 às 14h35

 

Major Fabiano Santos explicou que tipo de medidas serão tomadas para garantir a segurança dos moradores e comerciantes d Major Fabiano Santos explicou que tipo de medidas serão tomadas para garantir a segurança dos moradores e comerciantes d

O comando da Polícia Militar deu início ontem (30), a um rodízio de operações ostensivas em toda a Serra macaense. O objetivo é capturar bandidos e desarticular o esquema do tráfico de drogas na região.

A ação, que já estava prevista para iniciar na próxima segunda-feira (2), foi adiantada devido ao episódio ocorrido na última quinta-feira (29), quando dois assaltantes fizeram uma espécie de "arrastão" em comércios da região. Cinco estabelecimentos foram assaltados e tiveram todo o dinheiro do caixa roubado.

Um empresário, que teve sua mercearia roubada, contou ao O DEBATE a ação dos bandidos. Por questões de segurança, ele não será identificado. "Eu tinha acabado de pagar mil reais a um fornecedor, deixei somente uns R$ 80 de troco e saí. Pouco depois, por volta das 15 horas, os dois homens que estavam de capacete entraram na venda, renderam minha funcionária e colocaram uma arma em sua cintura. Pediram somente as notas, ela ainda perguntou se eles queriam as moedas, mas eles negaram e foram embora em direção a Macaé, montados em uma Honda Fazer", relatou.

Depois desta mercearia, os bandidos continuaram a praticar roubos na região. Relatos das vítimas dizem de que o prejuízo dos comerciantes chega a quase R$ 3 mil. Na manhã de ontem, o comandante interino do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Fabiano Santos, explicou que tipo de medidas serão tomadas para garantir a segurança dos moradores e comerciantes da região.

Segundo ele, equipes do Grupamento de Ações Táticas (GAT), Supervisão e do Patrulhamento Motorizado Especial (Pamesp), irão realizar uma varredura nos distritos da serra. Os policiais irão realizar incursões em becos, vielas , casas e comércios atrás de drogas, armas e criminosos. 

Autor: Bertha Muniz/ berthamuniz@odebateon.com.br

Fonte: Kaná Manhães

 

Notícias

Engenho da Praia: Força Tarefa visita escola municipal

Com o apoio da PM, secretário de Ordem Pública de Macaé esteve na escola onde esta semana bandidos apontaram armas para professores

Em 30/08/2013 às 12h33

 

Viaturas da Polícia Militar e agentes da Guarda Municipal participaram de ação que visa garantir segurança no local Viaturas da Polícia Militar e agentes da Guarda Municipal participaram de ação que visa garantir segurança no local

Com o objetivo de traçar estratégias para conter os avanços das ações criminosas no Engenho da Praia, o secretário de Ordem Pública de Macaé, tenente-coronel Edmilson Jório, esteve ontem (29), em uma escola municipal que leva o nome do bairro, onde desenvolveu ações contra o crime organizado na localidade.

Segundo Jório, o esquema do tráfico na comunidade funciona da seguinte forma: na entrada da escola, bandidos fazem uma barreira que funciona como uma espécie de pedágio. Nela, os professores e pais de alunos que chegam à escola precisam baixar os vidros e desligar os faróis para que suas identidades sejam checadas. 

Quem não segue as normas, recebe ameaças. Foi o que ocorreu no início da noite da última terça-feira (27), quando professores da Escola Municipal Engenho da Praia foram surpreendidos por traficantes com armas apontadas para suas cabeças.

De acordo com o secretário de Ordem Pública, um dos professores não teria atendido a ordem de baixar os vidros por não conhecer a prática. "Eles fazem o controle da entrada e saída de pessoas para saber se não há policiais infiltrados em algum veículo. Na terça-feira, um dos professores não parou e foi ameaçado por um bandido armado, que informou ao profissional como funciona o "esquema". É para evitar que este tipo de ação aconteça que estamos aqui hoje", explicou Jório.

Homens da Guarda Municipal e do Serviço Reservado da Polícia Militar (P2), acompanharam a visita. Policiais Militares realizaram uma varredura no local, à procura de suspeitos. De acordo com Edmilson Jório, o acusado de realizar ameaças a professores e pais de alunos já foi identificado por militares da P2. O suspeito seria um traficante da Malvinas que estaria fazendo uma espécie de "intercâmbio" na localidade, na tentativa de marcar território.
Quem convive diariamente com os problemas da comunidade, relata que episódios, como o da última terça-feira, são frequentes no Engenho da Praia.

Uma estudante, que por questões de segurança não será identificada, relata o drama dos estudantes e professores da instituição. "A Escola Municipal Engenho da Praia clama por socorro. Falta policiamento, ronda escolar, o que for. Não dá mais para continuar assim, olha só como estamos. Dois professores do Engenho quase levaram um tiro na cabeça. Só falta isso agora: acontecer com os alunos. Autoridades, abram os olhos e vejam as escolas, do mesmo jeito que pode ser o filho de qualquer pessoa, pode ser o seu. Eu quero voltar para casa sem ser morta com um tiro na cabeça. Quero sim ter meus professores, pois não desejo mal para eles, pois eles só exercem a sua profissão. Quero estudar sem escutar barulho de tiro. Quero uma escola onde eu possa aprender e crescer". 

O subcomandante do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Fabiano Santos, disse que a PM intensificou a patrulhamento no local, com rondas contínuas e incursões realizadas através da Inteligência do Batalhão, para garantir segurança aos moradores, estudantes e professores. Segundo o major Fabiano, a equipe da P2 está realizando um intenso trabalho objetivando a captura dos principais suspeitos de praticarem as ações criminosas.

Desde o último episódio da violência nos arredores da unidade escolar, as aulas na E.M. Engenho da Praia estão suspensas. O local agora segue monitorado diuturnamente. A partir da próxima segunda-feira (2), data em que as aulas retornam, a escola receberá reforços na segurança com agentes da Guarda Municipal e uma viatura da Polícia Militar, nos horários de entrada e saída.

Autor: Bertha Muniz/ berthamuniz@odebateon.com.br

Fonte: Wanderley Gil

Homem encontrado morto em Macaé

Fonte:paparazzomacae agosto 31, 2013 Fotos, Geral

Homem encontrado morto em Macaé

Imagem 0388

Imagem 03999

Mais um caso de homicídio foi registrado em Macaé na tarde de ontem (30). O corpo de um homem, que não foi identificado, foi encontrado em um matagal no bairro Vale Encantado. O local de difícil acesso e muito deserto é frequentemente utilizado para “desova” de corpos.

Segundo informações da Polícia Militar, uma guarnição foi acionada após uma ligação feita ao 190 através de moradores que encontraram o homem.

No local, os policiais localizaram o corpo que estava de camisa branca, de bermuda xadrez, medindo aproximadamente 1,70 metros de altura e com idade entre 35 e 40 anos. Não foram localizados documentos que identificassem a vítima, e familiares não quiseram revelar a sua identidade.

Segundo a companheira da vítima, o homem estava prestes a embarcar a trabalho e havia ido a casa da ex-mulher, no Visconde, na manhã de ontem (30), para visitar os filhos. Na residência, ele teria seqüestrado por quatro homens armados.

Horas depois o corpo foi encontrado com vários tiros na cabeça e com as mãos e os pés amarrados.

Na cena do crime nenhuma munição deflagrada foi encontrada, o que para a polícia reforça a hipótese que a vítima tenha sido morta em outro lugar.

Um perito da Polícia Técnica compareceu ao local para analisar a cena do crime. O corpo foi removido no início da noite pelo Corpo de Bombeiros e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

terça-feira, 23 de julho de 2013

Macaé em guerra

 

 

MACAÉ - Moradores se revoltam após morte em operação da PM de Macaé

Moradores afirmam que homem foi morto por policiais durante tiroteio. Ponte da comunidade das Malvinas foi incendiada durante manifestação.

Moradores protestam pela morte do homem.
(Foto: Cristiano Moraes)

Moradores da comunidade das Malvinas, em Macaé, interior do estado do Rio de Janeiro, colocaram fogo em pedaços de paus, pedras e papelões na ponte de entrada da comunidade. A ação aconteceu depois que o corpo de um homem, identificado pela polícia como sendo Jackson Silva Andrade, de 25 anos, foi encontrado no manguezal, onde na manhã desta segunda-feira (22), policiais e bandidos trocaram tiros.

Moradores alegam que Jackson foi atingido e morto por policiais militares durante uma troca de tiros com traficantes. A comunidade está sendo ocupada por cerca de 60 policiais militares desde a semana passada. 

O comandante do 32º Batalhão de Macaé, tenente coronel Ramiro Campos, disse que o corpo foi encontrado pelos policiais militares após a troca de tiros. "Houve uma troca de tiros e encontramos o corpo no manguezal. O corpo foi recolhido e encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Macaé. Jackson Silva Andrade  estava com um mandado de prisão em aberto, por um roubo cometido em Macaé, em 2011. Ele já esteve preso em Campos dos Goytacazes em duas ocasiões pelo mesmo crime", confirmou o comandante.

Manifestação em Macaé (Foto: Cristiano Moraes/Divulgação)Moradores interditaram a ponte da comunidade das Malvinas. (Foto: Cristiano Moraes)

Ramiro Campos declarou que os traficantes estão incitando a população a se revoltar contra a operação policial na comunidade. "Já recebi ligações de que dez corpos estão espalhados pela comunidade das Malvinas. E isso é ação de traficantes que estimulam a população a se revoltar contra o trabalho da polícia", comentou. 

O tenente coronel afirma que a ocupação da comunidade das Malvinas segue por tempo indeterminado. A assessoria de imprensa da Polícia Militar disse que só vai se pronunciar sobre o caso após o registro da ocorrência na 123º delegacia de Macaé. 

Fonte G1

Malvinas: Polícia encontra paiol do tráfico de drogas
Material estava escondido em manguezal onde membros do crime organizado estão entrincheirados. Um suspeito foi morto

Em 23/07/2013 às 12h22

Versão para impressão

Enviar por e-mail

RSS

Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Armas e munição foram encontradas pela Polícia Militar dentro de manguezal na Malvinas Armas e munição foram encontradas pela Polícia Militar dentro de manguezal na Malvinas

Depois de cinco dias da operação deflagrada na Malvinas, e de intenso trabalho com objetivo de recuperar a segurança e a tranquilidade na comunidade, a Polícia Militar, sob o trabalho organizado pelo comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Macaé, tenente-coronel Ramiro Campos, localizou ontem um paiol (esconderijo) com armas e munições pesadas, escondido na região do mangue onde membros do tráfico de drogas seguem entrincheirados desde a entrada do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), no último dia 18.

Além das armas, de uso exclusivo das Forças Armadas, incluído uma granada, o quinto dia da Operação "Cirúrgica" promovida pela PM resultou em uma baixa: a morte de um homem não identificado, porém, apontado pela polícia como suposto membro do crime organizado.

Através de denúncia anônima, a Polícia Militar foi informada sobre a existência do esconderijo das armas. Ao seguir para a região do manguezal, que divide as comunidades Malvinas e Ilha Leocádia, os soldados da PM foram recebidos a tiros.
Durante o confronto, um dos integrantes do grupo que atirava contra a polícia foi morto. De acordo com a PM, o suspeito foi identificado como Jackson Silva Andrade, 25 anos. Ele já esteve acautelado na Casa de Custódia Dalton de Castro e no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, ambos em Campos dos Goytacazes. Na 123ª Delegacia de Polícia, o suspeito também tinha registrada uma passagem por roubo. Um mandado de presião estava expedido em seu nome devido a um roubo realizado no Miramar. O corpo foi encaminhado na tarde de ontem para o Instituto Médico Legal (IML).

Durante a ação, um fuzil, quatro carregadores e uma grande quantidade de balas de diversos calibres foram apreendidos.

Todo o material foi encaminhado ontem para a 123ª Delegacia de Polícia de Macaé.
"Os nossos soldados foram recebidos a bala pelos traficantes. Durante a troca de tiros, um deles acabou sendo ferido mortalmente", explicou o tenente-coronel Ramiro Campos.
No local, onde estavam os bandidos, foram encontrados também celulares, rádios comunicadores e entorpecentes.
Durante todo o dia de ontem o clima era de guerra na região próximo à comunidade ocupada pela Polícia Militar, com apoio do BOPE.

Viaturas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros chamavam a atenção de quem passava pela rua Télio Barreto, que dá acesso às comunidades Botafogo e Malvinas.

A rotina dos moradores do local permanece alterada desde o dia da ocupação da Malvinas, que no ano passado recebeu uma unidade móvel da Polícia Militar, um dos focos do crime organizado no atual confronto.
Boatos sobre o confronto e mortes na comunidade se espalharam pela cidade.
De acordo com o comandante da Polícia Militar, a operação prossegue por tempo indeterminado.
"Vamos manter a operação na comunidade até que haja segurança para os moradores. Seguiremos por tempo indeterminado no combate ao tráfico de drogas", garantiu Ramiro.

Ao todo, 40 homens que foram deslocados dos Batalhões de Itaperuna, Campos dos Goytacazes e Santo Antônio de Pádua atuam na operação realizada pela PM na Malvinas.

Segundo o comando do 32º BPM, a fiscalização é mantida também em outros bairros e comunidades da cidade, áreas de interesse do tráfico de drogas em Macaé.

domingo, 14 de julho de 2013

Mulheres no cárcere: número de presas aumenta 66% e já faltam vagas no sistema penitenciário do Rio

 

Posted: 7th julho 2013 by Roberta Trindade in Sem categoria

0

dj kevin daniel-mesquita

Nos últimos quatro anos, o número de mulheres presas no Estado do Rio de Janeiro teve um aumento de 66%. Enquanto em 2007 foram 1.071 prisões, no ano passado 1.776 mulheres foram para a cadeia. No mesmo período, a quantidade de homens nas penitenciárias passou de 21.363 para 30.068 – um acréscimo de 40%. Os dados são da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária.

E não são muito diferentes da realidade no restante do país. De acordo com o Ministério da Justiça, mais de 27 mil mulheres estão atrás das grades no Brasil e a cada ano a população carcerária feminina cresce 11% – enquanto o número de homens presos aumenta 4%. Com isso, a quantidade de mulheres presas já é maior que a capacidade das unidades prisionais destinadas a elas. No final de 2012, a população carcerária feminina excedente chegava a 14,2% do total de detentas – somente no Rio.

mulher armada5

Se antes as mulheres se aproximavam do crime apenas para usufruir do dinheiro e status que a posição de namorada/amante/mulher de determinado criminoso lhe propiciava, atualmente a participação feminina em delitos como tráfico de drogas, assaltos e até mesmo assassinatos tem sido mais ativa.

mulher armada1

Essa diferença no comportamento pode ser percebido nas redes sociais. Se antes elas posavam exibindo cabelos, unhas, jóias e roupas de marca, agora fazem questão de aparecer em fotografias empunhando armas e até mesmo usando drogas. E, sem qualquer inibição, fazem apologia a ações criminosas, curtem fotos de outros bandidos, compartilham mensagens em tons ameaçadores – a maioria contra policiais – e publicam mensagens em que deixam claro a conivência principalmente com traficantes.

mulher armada2

Identificando-se em seu perfil no Facebook como “Thaysa Lisboa” e se intitulando “patroa”, responde a uma mensagem do namorado – que se identifica como “Juninho da Silva” e teria envolvimento com o tráfico de drogas na Favela Cidade Alta, na Zona Norte do Rio – sobre um show do ImaginaSamba a que eles iriam, no último dia 29 de junho.

“leva meus lança emmmm … rsrs” – em referência à droga chamada lança perfume (também conhecida como “cheirinho da loló″). Com fabricação proibida no Brasil, o lança-perfume é um solvente inalante e quem usa, vende, fornece ou armazena está cometendo crime.

juninho da silva

Droga manufaturada com solventes químicos à base de cloreto de etila, o lança-perfume, quando chamado “cheirinho da loló″, é feito com uma combinação de éter, clorofórmio, álcool de cereais e/ou acetona e essência perfumada.

thaysa lisboa2

A Lei 6.368/76 considera, em seu artigo 12, como criminosa a importação, fabricação, venda, transporte, guarda, consumo, dentre outros, de substância entorpecente ou que determine dependência física ou psíquica, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar.

mulher armada3

Junta-se à ela a Portaria nº 344, de 12 de maio de 1998, da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, que menciona como substâncias de uso proscrito no Brasil, além da cocaína, a maconha, a heroína, etc, também o cloreto de etila (lança-perfume), como psicotrópico, ou seja, substância que provoca alterações de funções mentais indesejáveis, ameaçando a saúde ou modificando o comportamento humano.

rola 7-2

Na foto de uma criança segurando um revólver, ao invés de mostrar-se indignada ou reprovar a cena, comenta: “ooooh trem balinha aii rs”, demonstrando concordar com a imagem.

mulher armada4

RELEMBRE
Não olha, nem mexe…

Upps pode ter dias contado em Macaé?

Traficantes tem mostrado durante a semana toda,o grande poder de armas da bandidagens,pois traficantes tem confrontado este inicio de mês todo com policias,e com o poder de fogo de medo,nos policias que ficam nas guaritas das upps,e estão ameaçando a jogar granadas nas upps,com policias dentro.

Moradores perdem a confiança a PM,pois  traficantes já tem mapeados as pessoas que denunciam os bandidos,pois um grupo de PMs,os PMs que aterrorizam as comunidades,pegando propinas,invadindo casas de moradores colocando culpa e cargo grande em viciados,para livrar a cara dos bandidos que lhe dão altas propinas,pois em comunidades como Morro de Sant'Anna,Morro de São Jorge,Malvinas,Nova Holanda,Cajueiros,Aeroporto,Lago-mar , Ajuda,Fronteira,Novo Horizonte e demais comunidades,podemos ver que muitos viciados estão sendo presos como gerente,como soldados do trafico pra livrar a cara de grandes bandidos.

Moradores temem a volta do controle do trafico,pois vão voltar ainda pior que antes,e com mais sede de morte,com novas regras,com mais homens armados e violentos,já voltaram os bailes funks,aparenças de homens armados nas motos, ja voltou o passado com novo poder de armas.

 

Acorda Macaé pois esta acordando o novo poder e ódio , esta voltando a comandar em Macaé,a policia aparentemente não tem forças para segurar a volta do trafico com este novo poder de armas pesadas nas comunidades……

 

Fonte:Resumo da comunidades.